ANÁLISE DO PRIMEIRO EPISÓDIO DE CADA SUPER SENTAI – 1985~1989

A seguir, as séries da segunda metade dos 1980. As notas variam de 0 a 5 estrelas.
Para conferir as séries anteriores e saber mais sobre o projeto, clique aqui.

change01Dengeki Sentai Changeman (Esquadrão Relâmpago Changeman)
Título da série no Brasil: Esquadrão Relâmpago Changeman
Episódio 1: 出現! 秘密の力!
Tradução livre do título: A Chegada! O Poder Secreto!
Título do episódio no Brasil: Os Defensores do Planeta Terra
Roteiro: Hirohisa Soda
Direção: Nagafumi Hori
Data de Exibição no Japão: 02 de Fevereiro de 1985

Link para sinopse completa (em inglês)

Primeira série, desde Gorenger (1975), em que os membros da equipe já se conheciam antes de se tornarem heróis. Todos eles fazem parte dos Defensores da Terra, um braço do governo que utiliza alta tecnologia visando proteger o planeta de prováveis ataques. Banhados pela Força Terrestre, os cinco integrantes dos Changeman adquirem superforça, e com seus potentes golpes mandam aos ares os soldados Hidler. Vale ressaltar que é a primeira vez que os soldados inimigos não são meros cyborgs ou agentes terroristas, já que são seres mutantes (uma nojenta cena mostra bem isso…). Os jovens comandam o robô gigante no primeiro episódio, e são integrados definitivamente como membros do Esquadrão Relâmpago Changeman.

Ordem Hierárquica da Equipe:
Vermelho – Preto – Azul – Branco – Rosa

Temática:
Militares recebem a Força Terrestre, oriunda das profundezas do Planeta Terra. Cada Changeman representa um animal mitológico diferente (Dragão, Grifo, Pégaso, Sereia, Fênix). Devem combater a invasão do Império Gozma, liderado por Bazoo, um lunático que conquista planetas a seu bel prazer. Os integrantes de Gozma são escravos que lutam em prol de uma causa horrível visando apenas reinstalar a paz em seus planetas, que foram devastados pelo tirano.

Império Maligno a ser combatido:
Gozma

O que esperar da trama:
Um marco na vida do público brasileiro, Changeman foi apresentada aqui como uma série totalmente original – já que foi a primeira da franquia a ser exibida. A temática de um grupo militar não é nova no Japão, já que foi utilizada em Gorenger (1975) e Sun Vulcan (1981). A novidade que Changeman realmente mostrou foi na forma de conduzir a história, com a vilania sendo muitas vezes tão vítima das circunstâncias quanto o sofrido povo da Terra. Pela primeira vez em uma série Super Sentai, foi apresentado todo o horror que uma guerra cósmica pode causar aos povos (algo que anteriormente era visto apenas em animes), e como isso influencia em decisões que levarão a um desfecho bastante emocional da série. Foi muita sorte dos brasileiros ter o primeiro contato com esse tipo de seriado começando por um dos melhores dos anos 1980.

Onde encontrar a série: Dublada

Classificação do episódio: ☆ ☆ ☆ ¼ (3.25)


flashman01

Choushinsei Flashman (Supernova Flashman)
Título da série no Brasil: Comando Estelar Flashman
Episódio 1: 急げ! 地球を救え
Tradução livre do título: Depressa! Salvem a Terra!
Título do episódio no Brasil: A Terra em Perigo
Roteiro: Hirohisa Soda
Direção: Nagafumi Hori
Data de Exibição no Japão: 01 de Março de 1986

Link para sinopse completa (em inglês)

O episódio inicia sua ação fora da Terra, no Planeta Flash. É a primeira vez que isso ocorreu em um Super Sentai. Os integrantes dos Flashman, apesar de terráqueos, foram criados no Planeta Flash, e, contra a vontade do povo de lá, retornam à Terra após o líder Jin localizar uma base voadora. Já na Terra são confrontados por Mess, que mais tarde viriam a descobrir que eram responsáveis pelo sequestro que tirou os Flashman de seu planeta natal vinte anos atrás. Os heróis já tinham seus braceletes, o que nos leva a crer que os poderes foram outorgados pelo povo do Planeta Flash, fazendo com que a série seja a pioneira em ter um prólogo: eles já eram os Flashman mesmo antes da série começar. Não utilizam o robô gigante neste primeiro episódio (até porque só viriam a descobrir que suas naves poderiam formar um robô no episódio 2). O recurso da não-utilização de robô gigante no episódio 1 vai se repetir por quase 15 anos (!) nas séries seguintes, já que isso cria um bom gancho para a introdução dos veículos de combate, criando expectativa no público.

Ordem Hierárquica da Equipe:
Vermelho – Verde – Azul – Amarelo – Rosa

Temática:
“Um dia, cinco crianças foram raptadas da Terra e levadas aos confins do Universo. E após 20 anos…”. Com esse prelúdio, percebe-se que a história gira em torno de vingança cósmica. Os cinco jovens combatem o Império Mess, um comando espacial que utiliza da biociência para criar monstros guerreiros com intuito de dominar a Terra.

Império Maligno a ser combatido:
Mess

O que esperar da trama:
Uma história de vingança que causou muita revolta. Segunda série Super Sentai a ser exibida no Brasil, Flashman tem apelo emocional ainda maior que Changeman. Mostra a busca de cinco jovens pela família perdida. Posteriormente, apresenta o fenômeno Flash Negativo, que impede que os Flashman sejam “aceitos” pelo próprio planeta em que nasceram. Tudo isso foi uma analogia criada pelo produtor Takeyuki Suzuki e pelo roteirista Hirohisa Soda para tratar de um tema espinhoso: os órfãos japoneses deixados por seus pais na China ao final da Segunda Guerra Mundial e que buscavam ser aceitos novamente no Japão. Incentivados pelo governo a este retorno, os jovens sofriam descriminação do próprio povo japonês, por não terem conhecimento da cultura nem do seu idioma natal. Como se vê, uma temática bem pesada para um programa infantil. A inesperada “crise de consciência” do caçador Kaura ao final da série aumenta ainda mais o tom dramático, já que tudo poderia ter acontecido de maneira diferente na vida dos Flashman… Também ficou marcada como a primeira série a apresentar mais de um robô gigante.

Onde encontrar a série: Dublada

Classificação do episódio: ☆ ☆ ☆ ☆ (4.00)


maskman01

Hikari Sentai Maskman (Esquadrão da Luz Maskman)
Título da série no Brasil: Defensores da Luz Maskman

Episódio 1: 美しき謎の逃亡者
Tradução livre do título: A Misteriosa e Bela Fugitiva
Título do episódio no Brasil: A Bela Fugitiva
Roteiro: Hirohisa Soda
Direção: Takao Nagaishi
Data de Exibição no Japão: 28 de Fevereiro de 1987

Link para sinopse completa (em inglês)

Episódio que mostra a invasão de um povo subterrâneo à superfície –na mesma onda de Dynaman (1983). A equipe de heróis é formada por integrantes da Sugata Racing, equipe de competições automotivas. Takeru, o piloto da equipe, guiava um carro que participou das 24h de LeMans de 1986, o Mazda 757, quando é interceptado por Miho, que estava fugindo de Tube. Os integrantes do grupo já conheciam a personagem, visto que Akira olha de binóculos para a pista e chama a moça pelo nome. A relação entre Miho e Takeru mostra-se um pouco “antiga”, com uma insólita cena da suposta primeira vez em que se encontraram: um quase-atropelamento em que Takeru abre um case de violão e puxa dois sapatos de salto com um laço de presente… O casal é separado por Tube, já que Miho, identidade na superfície da Princesa Yan, é tragada de volta ao mundo subterrâneo por Tube. Os Maskman chegam para combater o império Tube, que estava atacando Tóquio, já comandando seus veículos (sem montar o robô gigante), levando a crer que eles já tinham treinamento prévio para enfrentar o grupo maligno. No uniforme das mulheres, brincos (pela primeira vez desde Gorenger, de 1975), e a volta da saia, recurso estético que não era utilizado desde Denziman (1980).

Ordem Hierárquica da Equipe:
Vermelho – Preto – Azul – Amarelo – Rosa

Temática:
Estudioso das artes marciais e filosofias do corpo e da mente forma um grupo para conter a invasão de um império subterrâneo. Cada um dos integrantes utiliza uma arte marcial específica, potencializadas pelo Poder Aura que emanam ao longo da série.

Império Maligno a ser combatido:
Tube

O que esperar da trama:
Excelentes coreografias de ação – as melhores dos anos 1980, disparadamente – e um belo character design não conseguem disfarçar os altos e baixos do roteiro. Momentos muito densos, como a estreia do Robô Galaxy e o arco da chegada de Kiroz, alternam com momentos totalmente desnecessários e fracos. A obsessão de Takeru por Miho começa a encher o saco durante a série, e em muitos momentos você se pega torcendo para que ele se ferre. Assim como Bioman (1984), mostrou um “membro extra” (mas não fixo), Mask X-1, que utilizava uma roupa utilizando a primeira ideia de design da série, quando o projeto ainda se chamava Fiveman e acabou reprovado. Alguns elementos do primeiro nome foram mantidos, como o “5” no uniforme dos heróis, da mesma maneira que a temática de baseball havia permanecido em Dynaman (1983) mesmo após a desistência de fazer uma série sobre o esporte.

Onde encontrar a série: Legendada em Inglês

Classificação do episódio: ☆ ☆ ☆ (3.00)


Liveman (1)Choujuu Sentai Liveman (Esquadrão Super-Fera Liveman)
Episódio 1: 
友よ君達はなぜ!?
Tradução livre do título: Amigos, por que fizeram isso?
Roteiro: Hirohisa Soda
Direção: Takao Nagaishi
Data de Exibição no Japão: 27 de Fevereiro de 1988

Link para sinopse completa (em inglês)

A Academia Island é o local perfeito para estudiosos da ciência do mundo todo. Até que três alunos, Tsukigata, Senda e Omura se rebelam contra a instituição por acharem que estão sendo subaproveitados, se aliando à Volt. No momento em que estavam deixando a academia, são interceptados pelos estudantes Yusuke, Joh, Megumi, Takuji e Mari, que perguntam o que diabos estão fazendo. Não contavam que Tsukigata puxasse uma pistola e matasse a sangue frio Mari e Takuji. A equipe perdeu duas mentes brilhantes no seu projeto de desenvolvimento da roupa espacial que serviria para explorações no espaço. O Professor Hoshi, pressentindo isso, já se precaveu para os possíveis novos ataques de Volt. Passados dois anos, a Academia consegue lançar uma nave para iniciar a exploração espacial. Ela é destruída por uma nave do Império Volt (remete até a Challenger, astronave americana que explodiu durante seu lançamento em 1986). Os três amigos confrontam seus ex-colegas, agora criaturas malévolas que “venderam sua alma ao diabo”, e se transformam em Liveman nas ruínas da Academia, também destruída por Volt. O primeiro episódio de Liveman é uma obra-prima da violência, e o melhor de todos os tempos entre os Super Sentai realizados até 2018 (momento em que este texto é escrito).

Ordem Hierárquica da Equipe:
Vermelho – Amarelo – Azul – Preto – Verde

Temática:
Integrantes de uma Academia Island são traídos por seus amigos no dia do lançamento do projeto Liveman. Os traidores se aliam ao império Volt, que visa acabar com todas as raças que não sejam dotadas de intelecto superior. Trajam uniformes representando animais (Falcão, Leão, Golfinho, Bisão e Rinoceronte).

Império Maligno a ser combatido:
Volt

O que esperar da trama:
Uma das melhores séries dos anos 1980, Liveman quebra a linearidade que os Super Sentai vinham tendo desde Goggle V (1982), colocando apenas três elementos na equipe principal no início da trama. Com o passar dos episódios, os irmãos de Takuji e Mari (que foram mortos no primeiro episódio) também se juntam à equipe. A série conta também com a participação de Dorotheè, a apresentadora do “Club Dorotheè”, espécie de Clube da Criança francês em que os tokusatsu eram exibidos. Em 1988, ela também havia feito participações em Jiraiya (como a ninja Catharine), e em Kamen Rider Black. Para quem gostou de Flashman (1986), pode rever Yutaka Hirose (Wandar) e Joji Nakata (Kaura) no papel dos vilões Dr. Kamp e Dr. Bias. Ficou marcado por ter, pela primeira vez, uma mulher utilizando o uniforme azul.

Onde encontrar a série: Legendada em Inglês

Classificação do episódio: ☆ ☆ ☆ ☆ ☆ (5.00)



turbo-5-5

Kousoku Sentai Turboranger (Esquadrão Veloz Turboranger)
Episódio 2*: 君達は妖精を見たか!
Tradução livre do título: Vocês viram uma fada por aí?
Roteiro: Hirohisa Soda
Direção: Takao Nagaishi
Data de Exibição no Japão: 04 de Março de 1989

Link para sinopse completa (em inglês)

*Este review é do segundo episódio, já que o primeiro era apenas um “especial” reunindo dez equipes Super Sentai, de Battle Fever J (1979) aos Turboranger. Vale lembrar que na época a Toei considerava Super Sentai apenas de BFJ para frente, ignorando Gorenger e J.A.K.Q. – o que foi sanado anos depois.

Depois de alguns anos tendo episódios extremamente dramáticos como abertura dos seriados, o episódio 2 de Turboranger já é algo mais “leve”. Ainda mais com a figura da fada Sealon deixando tudo um pouco mais tranquilo. Pela primeira vez uma atriz infantil é a mentora de um grupo de heróis. A produção da série tenta recriar Sealon em tamanho de fada utilizando uma boneca em miniatura, mas o resultado é um tanto desastroso. É o episódio de abertura mais fraco da década. Mas não se engane, pois a coisa começa a ficar mais pesada a partir do episódio 3, quando a criatura Laka reaparece para dar detalhes aos Turboranger em como conter a invasão de Bohma, que está destruindo a Terra com requintes de crueldade após 20.000 anos aprisionados.

Ordem Hierárquica da Equipe:
Vermelho – Preto – Azul – Amarelo – Rosa

Temática:
Estudantes do ensino médio recebem poderes do espírito de antigas fadas para combater a tribo Bohma, que quebrou o selo que os prendeu por 20.000 anos após um duelo contra o mundo das fadas. Recebem o auxílio do Doutor Dazai, que fornece equipamentos e um potente maquinário automotivo, explicando assim o nome da turma.

Império Maligno a ser combatido:
Bohma

O que esperar da trama:
Apesar de ser inferior às tramas anteriores, Turboranger diverte. Pela primeira vez temos adolescentes como integrantes de um grupo, contrastando com o “modus operandi” anterior onde os escolhidos eram sempre guerreiros já adultos. A história das fadas pode cansar quem não curte tanto magia, mas a parte da ação compensa, já que os carangos dos heróis proporcionam sempre cenas intensas.

Onde encontrar a série: Legendada em Inglês

Classificação do episódio: ☆ ☆ (2.00)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s